Skip to content

São Sebastião

Padroeiro da Cidade de Rio de Janeiro – 20/01

A Arquidiocese promove missa e tradicional procissão até o Centro da cidade.

São Sebastião nasceu na França, província de Narbonne,
Como filho de militar seguiu a carreira no exército romano.
Chegando a Capitão da primeira corte da guarda pretoriana,
Sebastião era elogiado por soldados e o imperador Maximiliano,
Porém, ele servia a dois exércitos: o de Cristo e o de Roma!
Na época, (final do século III) o exército romano era governado no Oriente, por Deocliciano e no Ocidente, por Maximiliano…

Sebastião não ia aos cultos de sacrifícios e idolatrias pagãs,
Pois igualava-se a muitos soldados romanos convertidos a fé cristã,
Sebastião, visitava os cárceres e ajudava os discípulos de Jesus.
Denunciado a Maximiliano, este, logo entrou em ação:
- Excluiu do exército das forças armadas todos soldados cristãos.

Raivoso, Maximiliano mandou trazer Sebastião à sua presença.
Por não renunciar à fé cristã, Sebastião sofreu a dura sentença:
- Ele seria atado num poste, desnudado e flechado por arqueiros!
No estádio do Palatino depois de receber uma chuva de flechas,
Agonizado, Sebastião ficou sangrando até morrer, ali, abandonado.

Os amigos cristãos de Sebastião foram até o local do martírio;
Eles notaram com espanto que o santo ainda estava com vida,
Logo, levado à casa de Irene, recebeu cuidados em suas feridas.
Curado, ao invés de se esconder Sebastião foi até Maximiliano,
Lá, pediu-lhe que não mais perseguissem as pessoas cristãs.
O imperador negou o pedido e mandou açoitá-lo até a morte!
São Sebastião, mártir da fé cristã, não teve a sua morte em vã.
Autor: Manuel de Almeida (Manal)

São Sebastião na Umbanda

Nas tradições de afro-brasileiras, o Orixá Oxossi na Umbanda é sincretizado como São Sebastião. Oxossi é o grande Orixá das florestas e das relações entre o reino animal e vegetal. Grande caçador, comumente é representado nas florestas caçando com seu arco e flecha.
Fonte: Wikipedia



(21) 98877-9998

[email protected]